Careers / Career Advice / Essential Skills / Saiba por que os empregadores querem técnicos com habilidades de análise de dados

Saiba por que os empregadores querem técnicos com habilidades de análise de dados


A análise de dados é uma das habilidades mais procuradas pelos empregadores. Agora mais do que nunca, com a era da digitalização e a crescente montanha de dados que coletamos diariamente, os empregadores exigem funcionários que consigam processar problemas complexos utilizando a análise de dados. Aperfeiçoe essas habilidades no seu cotidiano.

Não há escassez de dados no mundo digitalizado de hoje.

De fato, diariamente, somos inundados por novas informações e experiências que precisam ser assimiladas, processadas e analisados para que possamos tomar decisões. E não há lugar em que isso ocorra mais do que no local de trabalho. Como isso é gerenciado? Com a tecnologia, é claro. Ou seja, os técnicos que compreendem os dados e são capazes de criar soluções para gerenciá-los estarão em alta enquanto o mundo estiver digitalmente conectado.

É por isso que as habilidades analíticas (capacidade de visualizar e articular as informações ou conceitos com base nos dados disponíveis) nunca foram tão importantes. Aperfeiçoar suas habilidades de pensamento analítico distinguirá você, onde quer que esteja em sua carreira.

Simplificando, o pensamento analítico é um tipo de pensamento visual. Ele envolve uma abordagem passo a passo metódica que permite que você analise problemas complexos em componentes individuais e gerenciáveis. É sua capacidade de sintetizar informações, enxergar padrões e aplicar técnicas para determinar o que é importante e o que não é, além de discernir o que isso pode significar para a empresa e para sua própria trajetória profissional. Como tecnólogo, você tem a capacidade de levar isso adiante e criar soluções utilizando a tecnologia.

As habilidades básicas de análise de dados cada vez mais determinarão o sucesso em todos os tipos de trabalho, função e cargo profissional no nosso local de trabalho digitalizado.

Na verdade, alguns estudos recentes revelam que 82% dos empregadores e líderes de empresas priorizam a análise de dados em sua lista de atributos indispensáveis em termos de impulsionar a competitividade.

O que você pode fazer para aumentar seus poderes analíticos e impulsionar sua carreira no processo?

Cultive habilidades de análise de dados

Vamos começar pelo básico. Embora a palavra "análise" possa ter todos os tipos de conotações (muito trabalho pesado, capacidade intelectual ou esforço), na realidade, usamos processos analíticos basicamente o tempo todo, e na maioria das vezes nem percebemos que fazemos isso.

O modelo PAC (Planejar, Analisar, Concluir) é um tipo de sistema que pode ser usado em qualquer situação para realizar uma análise profunda e significativa.

O PAC consiste nas simples etapas a seguir:

  1. Planejar – definir o que você precisa fazer. Seja comprar soluções de software em nuvem para uma rede segura ou tomar uma decisão estratégica que afetará a empresa, tente esclarecer a questão e decidir a abordagem.
  2. Analisar – é o momento em que você coleta todas as informações disponíveis. O que você sabe? O que você consegue entender a partir dos dados? Como são suas opções?
  3. Concluir – depois de ter todas as informações coletadas e avaliadas, é hora de tirar conclusões. Qual das opções produzirá o melhor resultado? Agora você faz suas recomendações e registra seus resultados.

Quantitativo e qualitativo

Quando você coletar seus dados, precisará descobrir de que tipo são para conseguir analisar e avaliar de verdade as informações que tiver.

Os dados normalmente são divididos em dois tipos: quantitativos e qualitativos. Eles são bem fáceis de diferenciar.

  • Dados quantitativos são uma informação que pode ser expressa numericamente. Informações como preços ou rendimentos, relatórios de vendas, número de conexões bem-sucedidas em uma rede, são todas quantitativas.
  • Dados qualitativos são as informações que você avalia para encontrar o significado, usando principalmente palavras para explicar.  Esse tipo de dados é muitas vezes coletado em pesquisas, entrevistas ou pesquisas de campo.

Pense assim: 

  • Quantitativa é “quanto?”
  • Qualitativa é “por que é assim?”

Quando você estiver analisando dados, precisará avaliar os dois tipos.

Melhore suas habilidades analíticas diariamente

As habilidades cognitivas são essenciais para progredir na carreira e na empresa. Mas o que você pode fazer para aperfeiçoá-las?

Bem, na verdade há várias coisas muito simples que podem ser feitas todos os dias para impulsionar suas funções cognitivas.

A leitura, por exemplo. Da próxima vez que você tiver um livro ou um jornal na sua frente, pratique um pouco de leitura ativa. Ao contrário da leitura passiva, a leitura ativa significa questionar o que você leu. Pergunte-se por que o autor chegou a determinadas conclusões. Assim, você ativa a função cerebral superior e pode pensar de novas formas.

Caminhar (sim, caminhar) é outra maneira de estimular suas habilidades cognitivas. Dê uma volta e tente usar todos os seus sentidos ao máximo. O que você consegue ver? O que consegue lembrar? Tente registrar o máximo de detalhes possível depois de uma caminhada. Você pode se surpreender com o que consegue se lembrar.

Jogos como sudoku, xadrez ou gamão podem ajudar a desenvolver capacidades matemáticas e estratégicas e você ainda pode se divertir.

Conversar e conhecer pessoas é uma chance de aprender coisas novas e coletar informações, além de aperfeiçoar as habilidades interpessoais. Faça perguntas, explore perspectivas alternativas e pense sobre abordagens diferentes.

Melhorar suas habilidades analíticas ajudará a analisar informações complexas e otimizar os processos de resolução de problemas, habilidades importantes no mercado de trabalho atual.